terça-feira, 10 de agosto de 2010

se a vida te dá limões faz limonada mas só se não te der muito trabalho.

já alguma vez pensaram o que aconteceria num restaurante se, em pleno agosto, os empregados decidissem todos pôr-se a andar? seria mau, muito mau. e se todos se decidissem pôr a andar menos um? seria menos mau, pois. mas e se esse um fosse você? epá isso seria muita falta de sorte né. pois foi.
foi mesmo muita falta de sorte que a minha compincha tenha decidido ir ser gamela em itália porque lá é que é buono. também foi falta de sorte que o outro tenha decidido que era hora de voltar à dieta do feijão com arroz lá no brasil. e que a outra tenha decidido simplesmente não aparecer mais, por razões que só ela e deus sabem.
e assim fiquei eu com três novos colegas a quem tenho de explicar tudinho: aqui é onde se mete as colheres, aqui é o lixo, aqui ficam os guardanapos, aqui as palhinhas, aqui o açúcar. e depois o restaurante enche. e eles começam: os guardanapos ficam onde? cadê o açúcar? fechas esta conta? não percebi o que o senhor pediu! onde estão as palhinhas? e a cozinha começa também: olha pediram isto mal! olha levaram isto mal! olha não percebo o que é que ele quer!
e depois preciso de uma grade de águas. e onde é que ficam? aiii, deixa estar que eu vou buscar!
e pedem 3 cappucinos: olha que estás a fazer isso mal não é assim. e como é que é? aiii, deixa estar que eu faço!
e olha estão a chamar na mesa 2. e que mesa é essa? aiii, deixa estar que eu vou lá!
e chega-se ao fim do turno e digo: ena, hoje foi puxadote! -aiii, não achei não!
agora quando chega a hora do lodo já não basta uma troca de olhares com o colega para ele perceber que o casal não quer sobremesa. não basta levantar o braço para o colega perceber que preciso de gelo no bar. e não basta eu meter-me aos gritos que ninguém percebe que eu preciso de ir mijar e alguém tem de me substituir.
e depois os clientes à espera. e os pratos trocados. e eu descabelada e a bufar que ainda por cima estão 32º às 10 da noite. e explico ao outro como se pede uma pizza e coiso e tal. e depois vem ele outra vez: explica de novo. meu: vens aqui a pizzas, metes à escolha, voltas atrás, metes os ingredientes, como não há cebola voltas atrás, metes azeitonas, vais às massas carregas no perguntar ao funcionário, voltas a pizzas pões a dividir, vens ao extras que estão na parte das sopas e metes extra queijo. mas qual é a dificuldade meu?!
enfim, isto com o tempo vai lá. mas entretanto já lá vão 23 horas de trabalho em dois dias, sem folga prevista. e eu já fartinha de ouvir o meu nome a toda a hora. e ainda é 3ª feira e já tenho mais dois calos e uma dor na espinha. e quando começo a ver espanhóis a entrar sem parar só me apetece é chorar e chamar pela mãezinha.
mas se eu sobreviver a isto já fico feliz. se isso acontecer até juro nunca dizer a um cliente que não há limonada só porque não me apetece espremer limões. não é que eu já tenha feito isso. nãã. nem pensar. euuu?! nunquinha.

24 comentários:

MRPereira disse...

Isso não anda fácil, tou a ver! Vais ver que num instante isso vai ao sítio, vais ver! ;)

Kiss kiss e bomm trabalho

Angelo disse...

G'anda stress!
Boa sorte!

treteiro disse...

Pouca sorte, de facto... Pode ser que os novos colegas sejam rápidos a aprender e a maré passe depressa

Rafael Santos disse...

E quando explicas essas coisas todas nunca te disseram... «oii?» :)

Nuno disse...

Olha, só por isso, prometo que nos próximos dias não vou comer no restaurante onde trabalhas. Quem é amigo, quem é? :D

Beijitos,
Nuno.

Bernardo disse...

Eu vi-te no 5pmn :D

yolanda disse...

Eu tive um bar em Sintra. O meu ódio era visivel quando me pediam tostas e a casa estava apinhada de pessoas a beber shot´s e caipirinhas e misturas aqui e ali. Fazer uma tosta no meio da confusão era o terror. Por isso imagino que no meio de terror, espremer limões te vá deixar mesmo azeda!!! também.. podiam simplesmente pedir uma cola não? ehehehe beijos e boa sorte

MaLLu disse...

Ups. Acho que só apareço quando os coleguinhas novos entrarem na linha :)
Bjs

Tharázia disse...

Hoje comprei o Livro e fiquei agradavelmente surpreendida com a capa. Adorei! Para mais o fundo tem a minha cor preferida( não tem nada a ver com clubs...)
... e agora vou lê-lo ou devorá-lo

Cate disse...

Ahahah! Oh meu Deus, que stress! Boa sorte com isso *

Alexandre Sousa disse...

Estive a ouvir a VERA na Antena Um.
Gostei!

Talpidae disse...

Adivinha como vim parar ao teu cantinho... :)
Pois é... esta manhã estava a ouvir a emissão do Hotel Babilónia - que a Antena 1 é sempre a minha companhia matinal... e eis que começo a ouvir falar de uma jornalista empregada de mesa. :)

Despertou-me ainda mais curiosidade saber que é uma pessoa feliz e orgulhosa da sua actual ocupação profissional.
E fez-me lembrar do primeiro emprego que tive. Formada em clássicas e eis que o meu primeiro emprego foi como empregada de mesa num restaurante italiano. Fiquei 3 anos e meio.
Sem dúvida o melhor emprego que tive até hoje.
Entretanto mudei para outras ocupações, mas ficou-me sempre a nostalgia dos bons tempos de empregada de mesa: as saudades dos patrões, os melhores que tive; as saudades dos clientes, da adrenalina do trabalho... do cheirinho a pasta... das risadas, dos acidentes... enfim... saudades daquele cantinho que proporcionava boa comida e momentos de descontracção a quem nos visitava.

Tal como tu, sofri na pele os estigmas dos colegas, amigos e familiares, que eu não pertencia ali, que tinha capacidades que estava a desperdiçar... mas a verdade é que fui ali mais feliz que em qualquer outro trabalho...

Por isso sim... se a vida não te deu senão limões amargos... faz limonada... e sê feliz a fazer o que quer que seja!

Parabéns por este blog... que a vida te dê muitas oportunidades de fazer limonada e marcar pela diferença!

Bem hajas!

JM Ferreira disse...

Pssht... ó menina!

Sabe quem é o culpado(a) de estar aqui e bisbilhotar?
A Antena 1 e o Pedro Rolo Duarte.
Hoje de manhã, como sempre, rádio ligado e lá me sai «ó menina» que agora até já esqueci o nome.
Adorei isto, porque reformado e sexag... gosto muito de rir e divertir.
O livro, como moro na região de Aveiro, não sei como hei-de encontrá-lo. Mas encontro...

Pela minha posição, nã há hããã
Há epnasa cumprimentos de montes de felicidade.

J.M.Ferreira

manuela disse...

...A Menina.....é uma "SENHORA".......

Nem imagina o quanto a gostei de a ouvir!!!!

Em Plena era dos bués .."; "dixo",e "Daxilo"......

Com Papás a custear tudo quanto é despesa e luxos......

Encontrar uma Menina....ASSIM....."Linda"!!!!

Também fui empregada de Mesa.....de pequenita no comércio do Pai a fazer trocos com 5 anos......
Aos 17 voltei para arranjar uns trocaditos......para mostrar ao "forreta" do Paizinho que era muito bem capaz de trabalhar,ganhar o MEU dinheiro e , continuar a estudar........
Aprendi MUITO.
O estabelecimento era "Estrelado".....não só me deu conhecimentos básicos ,( que ainda hoje utilizo) como me ajudou a preparar-me para a VIDA.

A sua história de VIDA é uma Lição para aqueles que desesperam porque o "Trabalho" não lhe toca á campaínha....

Hoje tenho trabalho para 4 pessoas....
Comecei assim sem nada.....e com "TUDO"

" O Único Sítio onde encontras o Êxito antes do Trabalho é no dicionário."
(Vidal Sasson)

Vou ler o seu Livro estas férias.


Obrigada Antena 1 .

Á Menina.......desejo as maiores Felicidades...

e faça o favor de continuar....Assim...."Lindaaaa"

Pirussas disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
macy disse...

Olá
Li hoje o teu livro. Ganhei-o num passatempo aqui na net. E ainda bem! Adorei o livro. E claro que vim logo espreitar o blogue. Está muito fixe.
Continua. Estás no caminho certo!
Parabéns!

Rui disse...

Conselho de Cozinheiro na Hora do Lodo:

Abres uma cola de 33cl na zona da copa espalhas chavenas de café tantas quantos os teus companheiro, enches todinhos e param todos para um brinde e um "trago" na hora do IMENSO lodo.

Quando chegar ao fim do serviço não doeu nada, é só começar a arrumar e preparar a mise en place para o proximo logo a noite!!!!! Nisto, nisto passam-se as 16horinhas de serviço num instante!!!!

P.S.- 70% da minha equipa tambem me abandonou este Verão, se tu sofres na sala imagina na cozinha com 10 INGREDIENTES por prato e 10 maneiras diferentes de cozinhar. Pois é amiguinha, toca a todos :-)
Boa Sorte........

António disse...

Olá Vera
Vim aqui parar via hotel babilónia, se gostei de te ouvir na rádio, se gostei de te ver no 5 com o Alvim - captei simplicidade, humildade, verdade nas tuas palavras e muita muita simpatia - mas depois de ler um pouco de alguns posts então agora sou fã. Ainda para mais quando eu também trabalhei durante 7 ou 8 anos em hotelaria aos fins de semana e revejo-me em tudo (ou quase) o que escreves. Espero que te livres deste lodo de Agosto, fica bem. Sérgio

não_demoro disse...

tudo dá muito trabalho

por isso pus-me ao fresco, agora vivo do subsidio de desemprego e do sol da caparica

se precisares de reforços mesmo sem experiência mas com muito boa vontade, humor e algum jeito, dispõe (tem é que ser pago por fora, que o SD não pode falhar!!:))

joao madail veiga disse...

Cá por mim é assim, trato sempre por 'menina', mas este sempre é só quando conheço quem está do outro lado da mesa e me merece o tratamento, que para mim é um misto de carinho e brincadeira.
Fora disso é mais para o respeitoso ' por favor traz-me isto ou aquilo...'
Mas aprecio o serviço e a escrita também.
Vou passar a visitar.
E prontes...

Rafael Santos disse...

Ontem na FNAC do Chiado, dirigi-me a uma colaboradora e pedi ajuda na procura do livro «pssht..ó menina!» e ela ... diga diga? e eu: «procuro um livro que se chama "pssht..ó menina!", ao que ela me disse, «ah ok, pensei que me estava a chamar...», mas «esse livro está momentaneamente esgotado.»

Lolada!

Rafael Santos disse...

Hoje finalmente encontrei o livro. Comprei-o e já devorei metade das páginas. Delicioso! Parabéns uma vez mais.

carlos disse...

huff, nunca imaginei que empregado de mesa fosse tão "cheio" de emoções como tu as descreves, ou como só tu as descreves, eu revejo-me em rigorosamente tudo, mas tudo o que dizes.
Tudo de bom para ti
P.S começei a imaginar os clientes em roupa interior, quando estou em baixo, é de morrer a rir
bjs

Frutinha disse...

Eh pah isso assim é complicado. Grita com eles e mete-os a trabalhar!!!! assim com cara de mazona.