quarta-feira, 15 de setembro de 2010

a velha e debatida questão.

devo eu, empregada de mesa, avisar a senhora cliente que tem a bela da cueca -ou algo mais- à mostra ou fico calada, faço o meu trabalho e deixo-a ser a atracção esquisita da noite?

ora, ajudem-nos lá com esta.

25 comentários:

Jorge Soares disse...

Acho que é de bom tom, que de uma forma discreta, se avise...

Jorge

Anónimo disse...

"delicadamente", mas sim :)

Ana disse...

Naa, não faças isso ... ainda te dão uma resposta tipo: "E o que tem vç. a ver com isso???" ou então "E quem lhe disse que é por isso mesmo que eu uso isto assim?".
As mulheres são um bicho muito complicado e mesmo nós mulheres temos por x dificuldades em perceber certas atitudes. Por isso, deixa lá a cuequita á mostra porque se calhar é isso mesmo: a senhora quer mesmo que lhe digam que "reparam" que a dita está de fora ... mas que seja um homem a dizê-lo! ;)eheheheh

Me myself and the others disse...

Não avises, até porque ela pode querer ter a cueca à mostra!!!Nunca se sabe, há quem goste, há gente para tudo!!!!:-)

Anónimo disse...

É por isso que deves ter um anzol com fio de pesca sempre à mão. Discretamente, prendes o fio a uma cadeira e deixas o anzol prender-se à cueca. Combina com um colega ter uma máquina fotográfica à mão para documentar o evento.

Anónimo disse...

se for gira nem te atrevas!
jp

Cláudio disse...

um dos casos que não sei o que fazer se digo ou não mas acabo sempre por não dizer nada

Rita Burmester disse...

Eu gostaria que me avisassem, por isso, se me avisasses eu só te agradeceria.

Angelo disse...

Avisa. Porque há quem queria comer descansado.

Andreia disse...

eu como empregada de mesa já vi coisas bem incríveis, e nunca aviso nada a niguém (porque não tenho coragem em primeiro lugar) pelos motivos que alguns já referiram: as pessoas poderiam ficar embaraçadas por terem algo à mostra e não se terem apercebido, porque podem mesmo querer estar assim, ou até mesmo podem dar-nos um valente raspanete.
Há ainda o motivo do patrão se estar a deliciar com a cena e até dar para rir.

luísPEDROsampaio disse...

Eu acho que não vale a pena dizer, até porque muito provavelmente vais receber uma resposta indelicada por parte da senhora.

Anónimo disse...

eu acho que se devia descaradamente atirar ao companheiro...assim talvez ela caísse em si. No fundo gerava-se confusão e após os esclarecimentos devidos, a sua defesa seria a de que de uma forma um pouco invulgar quis chamar a atenção para o indecoroso da situação.
Definição de "atirar-se" : piscar o olho com um sorriso malandro, deixar cair-se no colo, ou francamente passar-lhe a mão pelo pescoço...

PU-JIE disse...

a minha anterior sugestão, poderia dar ocasião ao que chamei na minha última publicação do meu blogue, "amizade colorida"...

O Cidadão abt disse...

Bom...bom... se a freguesa não fôr tão velha quanto a questão que nos apresenta... é de deixar estar.

Igor disse...

Neste caso eu digo "Felizes os ignorantes"!
Ela que disfrute do cardápio ignorante das suas cuecas, afinal, todos nos esquecemos delas (nós homens ainda lembramos os boxers com frequencia...).
Aquilo que podes fazer é o melhor que se pode fazer nestas situações acho eu, é ajeitares tu as calças a olhar para ela, implicita e discretamente sabes. Assim como se pode passar a lingua nos lábios quando as senhoras têm neles baton ou limpar os cantos da boca quando vemos alguém com aquela baba branca nos cantos... É importante ter alguma sensibilidade, não tem importancia nenhuma mas as pessoas em questão costumam ficar sem jeito, e tu como em empregada tens de proteger-te de clientes menos simpáticos :)

Eu disse...

Na minha opinião deve avisar para o facto, e mesmo que ela queira estar assim, a forma como se avisa, a educação e a simpatia, resulta sempre com uma forma discreta de informar. Mesmo que ela queira, se for como disse a informar, não vai receber nenhuma resposta torta, mas sim ainda mais respeito por estar preocupada com a imagem e dignidade da pessoa. :)

Quando e como eu quiser disse...

Eu cá não dizia nada. Cada um mostra o que quer e a mais não é obrigado. É que há pessoas que, embora pensemos que não, são exibicionistas.

Henrique Vogado disse...

É melhor não avisar de nada.
A senhora vai continuar a comer relaxada sem ficar stressada com o que possam ter visto e por outro lado é um bom motivo de conversa para os casais que estão a ver e que assim arranjam assunto.

Parabéns pela participação no programa "Prova Oral" da Antena 3.

Drª taberneira disse...

muito prazer psst oh menina. o teu blog toca-me no íntimo, porque deste lado tens uma ex-eterna taberneira ;)

Ana Sofia Santos disse...

atracão é óbvio :)
ou não sente a aragem pelo cuzinho a dentro? (sem conotação mais maliciosa)

CR 35 disse...

Menina,gostei de te ouvir na Antena 3 ,quanto à cuequinha nem se fala !está na moda, eles e elas mostrarem se é verde, amarela ,cor de rosa, que nem vale a pena fazer a observação ,mas que discretamente com a câmara de uma digital qualquer memorizar o momento para um album de fotos das histórias do restaurante era bem pensado!

Pu-Jie disse...

acho que já tem conselhos suficientes para agir, e nem por isso aparecem, hélas..., tantas clientes nesta situação!

Next posting, please, estamos ansiosos de mais perip´´ecias, mas de vez em quando, podem ser coisas positivas do lado do "inimigo" ou seja do Cliente:-)

Blitzkrieg disse...

Livra, deixa lá a mulher em paz!

Lembra-te que por vezes é o mensageiro que leva com as consequências...

Além disso, não há quaisquer consequências além de umas memórias estranhas na cabeça de quem viu.

JS disse...

Eu acho que não dizia nada. Há pessoas que querem mesmo mostrar e há outras que não gostam de ser avisadas e armam logo um filme daqueles...

Anónimo disse...

Acho que deves avisar, não só por uma questão de gestão de dignidade alheia, mas porque não convém que os restantes clientes sofram de uma indigestão por motivos em nada relacionados com a comida.