segunda-feira, 18 de outubro de 2010

ai as cusquices que eu sei e não digo são tão giras.

as coisas interessantes que os fornecedores nos contam sobre os ditos restaurantes de luxo de lisboa.
a crise toca a todos meus amigos, é o que vos digo.

23 comentários:

MRPereira disse...

Pois claro... Tá mau para todos... Todos temos que pagar IVA, IRC, fornecedores e afins...

E nem todos temos turnover que chegue... Especialmente a 35€ o prato...

Kiss kiss

Pedro disse...

agora fiquei com medo...come-se gato?

MafaldaMacedo disse...

oooh conta que a gente nao diz a ninguem!

Vicente Mais ou Menos de Souza disse...

O sucesso e a vitória dos competentes geram a inveja e a maledicência dos incompetentes.

Rafael Santos disse...

Aposto que até deve servir de conforto para o teu restaurante, porque a crise é geral, mas olha que esses fornecedores também devem ir contar aos outros as cusquices do teu :(

Faz-me lembrar aqueles amigo do chinelo em que dizemos assim: «olha vou-te contar isto mas nao contes a ninguém...» E logo a seguir o outro diz a um terceiro... «Olha que ele contou-me isto mas pediu-me para não contar a ninguém... »

Bjs

FUSCHIA disse...

AGORA conta

Pedro S. disse...

Conta! Conta! Conta!

CR 35 disse...

Hummm!será !que engraçado !não posso crer! é mesmo verdade?Chiii! isso vai dar que falar !então não somos só nós! Vera !posso ser eu a contar ao pessoal do blog estas cusquices de ouvido?

BlueAngel disse...

Não carece de seres mázinha; ora conta lá... pleaaaasseeeeee

afectado disse...

faz serviço público e conta :)

Teresa disse...

Enfim... se pensarmos que os padeiros até bebem umas cervejinhas durante a noite, provocando, desse modo, um aumento considerável da micção, podemos calcular o nº de vezes que a maõzinha marota pega no dito cujo e afins, calculando em seguida o nº de "carícias" que o nosso paõzinho, sempre tão fofinho, foi alvo... Toca a todos! Por mais que não queiramos,todos nós temos contacto com a imundice! (e isto é só um simples exemplo...) Digamos que contribui para o aumento do bom desempenho do sistema imunitário!

Poderia dar aqui N exemplos das porcarias que assisti em várias conzinhas (públicas e privadas!)... Como evitar? Comer em casa! Na nossa!

Felicidades!

Rita disse...

Acredito que sim. Aquilo é tudo fogo de vista.
*

candida disse...

era uma vez um, dois três.
Fim

Xs disse...

Acho mto bem que não digas! cusquiçe a mais também não é bom e corre-se o risco de falar de coisas menos verdadeiras

Rachelet disse...

Ok, para não te expores, sugiro um post sobre recomendações, sem dar nomes, claro.

Do género "quando forem X, evitem Y porque Z".

Hã?

Vicente Mais ou menos de Souza disse...

1. acho boa ideia dividir a cidade de Lisboa por zonas de influência, digo, de restaurantes.

2. depois dizem-se os nomes dos chefs de cada um dos restaurantes, claramente, sem vergonhas, caramba!

3. depois diz-se de cada restaurante o que se sabe.

é um género de informação gradativa, por isso, como no veneno/cicuta, em pequenas doses não mata, mas móe!

Hein? que tal gostam da ideia?

sede numerosos a contar...ehehehe

Maria disse...

ora não... afecta todos os bolsos.

Everaldo Ygor disse...

Olá, acabei de ler na Revista Carta Capital uma matéria sobre seu blog aqui no Brasil...
Parabéns!
Saudações Poéticas
Everaldo Ygor

A Foxy - disse...

Não tens de dizer nomes, basta contares exemplos. :) * senao deixamos todos de ser teus seguidores :P

Sissy disse...

E cada vez pior... é gato por lebre...

Anónimo disse...

A crise..
há a tal..
é uma instituição muito forte..
agora até me lembrei daquela situação..
de um SR.todo certinho que pega no bolinho com a pinça..
e depois quando tem uma necessidade que ninguem faz por ele..
usa a tal pinça para o coiso e tal.

quanto as cusquices..
conta..conta..:)

Anónimo disse...

Quero lavrar aqui o meu mais veemente protesto por este post! É como dizer a alguém : « sei uma coisa interessantíssima,(que tu adorarias saber)mas não te conto!»
P.S. Gostei do seu blog. Normalmente só leio blogs sobre política e economia e não tenho assim tanta curiosidade sobre a vida dos outros mas hoje, dia de chuva e trovoada, o seu blog soube que nem ginjas!

Anónimo disse...

WOW! Peço desculpa de ter enviado tanto comentário. Eu julgava que você era uma simples criadita de mesa que lhe tinha dado para blogar mas afinal o seu blog até foi referido na imprensa brasileira.
Espero que não considere este comentário como uma portugalidade - movido pelo ressentimento provocado pela descoberta do blog não ser "um qualquer" referir a sua profissão com a designação anterior ao 25/04/74, como forma de apoucamento. Aliás até podia fazer um post sobre o assunto, sobre o status social que a sociedade reserva aos trabalhadores de hotelaria. Não preciso de fazer um desenho acho eu. Quero assegurar que não me move nenhum ódio de classe eu próprio, fui empregado de mesa,de copa, de jardinagem e outras profissões de igual prestígio social. Também fui carteiro e havia pessoas que quando viam que era o carteiro fechavam a porta principal para ir receber a correspondência pela porta de serviço. E conheci uma rapariga, que fora do MRPP(Movimento de Reconstrução do Partido do Proletariado, se não me falha a memória), e que falando de alguém dizia admirada: « É electricista MAS é um gajo porreiro!»
Sendo uma rapariga inteligente achei que talvez pudesse abordar o tema da diferença de classes e a forma como decorre o contacto nas ocasiões em que se cruzam normalmente: quando uma serve as outras. Parece-me uma tema interessante e sobre o qual certamente terá opinião. Tomo o à vontade de lhe escrever isto por me parecer que não será pessoa para retorcidos mórbidos e complexos sociais, veja-se o título do blog. PERFEITO! Enfim, ganhou um fã.