quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

memória das minhas clientes tristes.

uma das minhas melhores qualidades enquanto empregada de mesa é a minha memória. sou capaz de tirar os pedidos de uma mesa de 20, sem papel e caneta, PDA ou outra coisa que o valha. e isto inclui entradas, pratos principais, bebidas e picuíces de clientes exigentes. ou mesmo só chatos. à pala desta minha extraordinária capacidade já ouvi todo o tipo de comentários, desde o simpático a menina tem uma bela cabeça, ao céptico a gaja nem aponta vai trazer tudo trocado, segredado ao vizinho do lado. também me consigo lembrar de todos os meus clientes, mesmo os que já atendi há meses. mas ainda melhor. lembro-me da mesa onde se sentaram, do que pediram e da gorjeta que deixaram- e que más memórias que eu tenho. os meus colegas gostam de pôr esta minha capacidade à prova. acham-lhe piada.
lembro-me, por exemplo, de uma cliente muito, mas mesmo muito snobe, que com o seu marido, um inglês 30 anos mais velho que ela, veio almoçar uma pizza. a pior que já alguma vez comeu, segundo ela, que já comeu as melhores pizzas, nas melhores pizzarias de todo o mundo. em sítios que você nem consegue sequer imaginar. ok, já percebi a ideia. ora as nossas pizzas até são bastante elogiadas pelos clientes. cidadãos comuns, diga-se. mas desta senhora nunca mais me esqueci. foi por isso que há uns dias atrás não pude deixar de me rir sozinha quando a reencontrei num supermercado com preços mini a comprar uma pizza hawaiana. daquelas congeladas. com ananás. muito gourmet. eu disse-lhe boa tarde, ela não me respondeu.
enfim, nem toda a gente tem a minha memória. ou talvez sim.
texto originalmente publicado em agosto de 2009.

7 comentários:

Panda disse...

LOOOL
eu também sou assim sabes. Ainda ontem vem ter comigo uma senhora a quem eu estive há duas semanas quase uma hora a explicar a diferença entre dois produtos e ela acabou por desarrumar e não levar nada. E ela ontem chega à minha beira: "Ah e tal quais são as diferenças?" e eu: "Lembra-se de ter perguntado exactamente a mesma coisa há 2 semanas atrás?Está na mesma!!!"
E ela: Ah, obrigada. Ficou toda vermelha e virou costas. deve achar que não tenho mais nada que fazer...

Piston disse...

Certamente era um produto Dia-Gourmet.

Cláudio disse...

eu é so mais no momento recordo de tudo que tem para fazer se os outros fizeram se falta agora o que aquela outra mesa pediu essas coisas de um dia de trabalho recordo tudo e mesas grandes também já cheguei a conseguir mas um dia ou dois esqueço logo pouco fica...

Vani disse...

:)))

tb tenho uma memória assim do género ehehe, mas aplico-a a dar aulas (acho q não me safava no teu ramo, eheheheh, ainda por cima sou uma desastrada de primeira). Certa vez, numa reunião de colegas, alteraram-me o horário e incluiram um dia específico para uma substituição (ou algo assim). E ficaram muito espantados por eu nem sequer apontar as datas...("não vai apontar?"...). O mais engraçado é que quem apontou se esqueceu e mandou outra pessoa ir na minha vez...e eu, que não apontei, lembrava-me das substituições todas de toda a gente... ahahahaha!

Isis disse...

Haha enquanto mais alto sobem maior é a queda :D ou neste caso nem chegaram a subir :D

v_crazy_girl disse...

Essa foi mesmo boa xD
Isso sem dúvida se chama implicar por implicar!

E que boa memória já agora :O

packard disse...

roubaste o título ao outro? o outro usava o produto em bruto, tu já o apanhas com valor acrescentado, daí o dar "clientes".
Certo?